Publicidade

11 de Março de 2014 - 07:00

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

Ao cair por 3 a 1 diante do Botafogo, na noite deste domingo, em Ribeirão Preto, o Palmeiras perdeu a sua invencibilidade no Campeonato Paulista em um jogo que o técnico Gilson Kleina qualificou como "atípico". Entretanto, o treinador criticou a atuação da equipe palmeirense e disse que o revés serve como aprendizado para a continuidade do torneio estadual.

"Temos a preocupação de fazer sempre o melhor, o que não fizemos hoje (domingo), principalmente em um primeiro tempo que não existiu. Se a gente pontuar, continuamos líderes, estamos no caminho das metas estabelecidas, mas precisamos tirar lições dessa derrota", ressaltou o comandante, para depois lamentar a etapa inicial muito ruim do time no confronto realizado no Estádio Santa Cruz.

"Jogamos abaixo do que vínhamos apresentando, não conseguimos equiparar as ações, tanto técnica quanto tática. No primeiro tempo, aceitamos um pouco a estratégia do adversário. Tivemos dificuldades em fazer jogadas de infiltrações. Estávamos pecando nessa bola. Tomamos três gols no primeiro tempo, o que dificilmente acontece conosco. A gente nunca gosta de perder, mas faz parte. Melhor que aconteça agora do que lá na frente", completou.

O treinador também enfatizou a importância de o Palmeiras exibir reação nesta quinta-feira, contra o São Bernardo, a partir das 19h30, no Pacaembu. "Todo resultado ruim preocupa. Não quero tirar o mérito do adversário, mas tivemos erros que não estavam acontecendo. Precisamos nos recuperar o mais rápido possível para mostrar ao torcedor que foi um jogo atípico", projetou.

O treinador ainda aproveitou a entrevista coletiva que concedeu após o duelo para apoiar o lateral William Matheus, que falhou no lance que resultou no segundo gol do Botafogo neste domingo. "É um jogador que simplifica, e estava bem na partida. O que temos de passar é que a confiança passa pela simplicidade do jogo, e ele tem a nossa confiança. A torcida pode ficar tranquila porque é um jogador que evoluirá. Cabe a mim passar confiança, o William tem o nosso respaldo. Se ele tiver de ir para o próximo jogo, fará um grande jogo dentro de casa. Ele é merecedor disso", enfatizou.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor de fechamento de pista em trecho da Avenida Rio Branco para ciclovia nos fins de semana?