Publicidade

12 de Dezembro de 2013 - 10:25

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

A derrota da Ponte Preta para o Lanús na final da Copa Sul-Americana desenhou uma triste realidade para o futebol paulista no cenário internacional em 2014. Pela primeira vez desde 1998, o Estado de São Paulo não contará com ao menos um clube na Copa Libertadores da América.

O Brasil será representado na próxima edição da competição continental por Flamengo, campeão da Copa do Brasil, Cruzeiro, Grêmio, Atlético-PR e Botafogo, que asseguraram vaga no torneio por meio de suas campanhas no último Campeonato Brasileiro. Os botafoguenses, por sinal, souberam apenas na noite da última quarta, quando a Ponte caiu por 2 a 0 diante do Lanús, que poderão lutar por uma vaga na fase de grupos da Libertadores.

A Ponte era a última esperança para manter a representatividade dos paulistas na competição de forma consecutiva. Com campanhas abaixo do esperado no Brasileirão, Corinthians, São Paulo e Santos, além do Palmeiras - que só poderia conquistar vaga na próxima Libertadores através da Copa do Brasil, pois nesta temporada jogou a Série B - terão de acompanhar pela TV o maior torneio da América do Sul.

Na última vez que a Libertadores ficou sem nenhum paulista, em 1998, apenas três times brasileiros disputaram a competição. Além do Cruzeiro, garantido por ter sido campeão continental em 1997, Grêmio e Vasco foram os representantes do País, sendo que os vascaínos acabaram se sagrando campeões.

No ano seguinte, em 1999, o Palmeiras levou o título de uma Libertadores que também contou com Corinthians e o então atual campeão Vasco. Em 2000, assim como no ano anterior, o futebol paulista voltou a ser representado por corintianos e palmeirenses no principal torneio da América do Sul.

A partir daí, a representatividade paulista na Libertadores se deu com os seguintes times, ano a ano: Palmeiras e São Caetano (2001); São Caetano (2002); Corinthians e Santos (2003); Santos, São Paulo e São Caetano (2004); Santos, São Paulo, Palmeiras e Santo André (2005); São Paulo, Corinthians, Palmeiras e Paulista (2006); Santos e São Paulo (2007); Santos e São Paulo (2008); São Paulo e Palmeiras (2009); Corinthians e São Paulo (2010); Corinthians e Santos (2011); Corinthians e Santos (2012) e Corinthians, Palmeiras e São Paulo (2013).

Neste intervalo de representatividade contínua na Libertadores, o futebol paulista acumulou quatro títulos continentais. Além da conquista palmeirense em 1999, São Paulo, Santos e Corinthians levantaram a taça em 2005, 2011 e 2012, respectivamente. Neste período, quatro times do Estado também foram vice-campeões: Palmeiras (2000), São Caetano (2002), Santos (2003) e São Paulo (2006).

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você tem percebido impacto positivo das operações policiais nas ruas da cidade?