Publicidade

11 de Março de 2014 - 01:33

Por - Agencia Estado

Compartilhar
 

Parlamentares iranianos de linha-dura estão acusando o presidente do país, Hassan Rouhani, de ter interrompido planos de realizar um teste com mísseis, informou hoje a agência estatal de notícias Irna.

Segundo a Irna, um grupo de 24 parlamentares divulgou comunicado afirmando que o Conselho Supremo de Segurança Nacional, que é liderado pelo presidente, suspendeu o teste e não aprovou o orçamento do exercício.

Em carta à parte, os legisladores também acusaram o ministro das Relações Exteriores, Mohammad Javad Zarif, de impedir que especialistas estrangeiros auxiliem o Irã a aprimorar sua tecnologia para mísseis, de acordo com a agência semioficial de notícias Mehr.

No passado, o Irã foi acusado pelo Ocidente de ter obtido tecnologia da Coreia do Norte para o desenvolvimento de mísseis, mas os iranianos negam a alegação.

A linha-dura do Irã tem se desentendido com Rouhani por sua política de aproximação com o Ocidente. Fonte: Associated Press.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você já presenciou manifestações de intolerância religiosa?