Publicidade

13 de Dezembro de 2013 - 01:30

Por Débora Álvares, Ricardo Della Coletta, Daiene Cardoso - Agencia Estado

Compartilhar
 

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou na noite desta quinta-feira, 12, a cobertura da imprensa sobre a atual situação da economia brasileira. "Vejo algum jornal e a análise que eles fazem da economia e tenho a impressão que o País acabou", disse Lula, durante discurso na abertura do quinto Congresso do PT, em Brasília. O ex-presidente disse ainda que o governo "paga pelo seu sucesso". "Quero entender qual é o país que está melhor que o Brasil."

Ainda em resposta às críticas sobre a economia, Lula disse que o PT está dando certo naquilo que a oposição não deu. "Isso é uma coisa simples de compreender. A gente está dando certo naquilo que eles não deram, de fazer em pouco tempo o que eles não fizeram. Então, começam a dizer que a percepção da economia é mais grave que a própria economia", comentou.

Lula disse não conhecer um País que tem uma economia mais consolidada que a brasileira. "Qual o defeito da nossa economia? Qual o defeito de um governo que já gerou 4,2 milhões de empregos? Só nesse ano, que o PIB (Produto Interno Bruto) não está tão grande, já gerou mais de 1,4 milhões de empregos."

Segundo ele, a irresponsabilidade alegada pelos críticos é que "pobre não vai pagar a conta". E disse ainda que, se há algo para corrigir, a presidente Dilma Rousseff é a pessoa certa para fazer isso. "Se temos coisa séria para fazer, não tem ninguém mais sério que essa mulher (Dilma) para fazer as coisas."

O ex-presidente também saiu em defesa do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, e disse que as críticas a ele dirigidas ocorrem "porque ele é do PT". O ex-presidente destacou ainda que a possibilidade de o PT ganhar em São Paulo e em outras praças, como Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro, tem assustado os opositores. O ex-presidente citou ainda "o ódio e o medo" da oposição em relação ao PT.

Lula participa da abertura do quinto Congresso do PT, em Brasília, ao lado da presidente Dilma Rousseff, com a presença também de várias outras lideranças do partido.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da proibição de rodeios em JF, conforme prevê projeto em tramitação na Câmara?