Publicidade

13 de Dezembro de 2013 - 01:30

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

A Portuguesa atua em duas frentes distintas para tentar evitar o rebaixamento nos tribunais. Em uma delas, o departamento jurídico do clube entrou com um recurso no Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) - segunda instância -, para tentar reverter a pena imposta ao meia Héverton, que pegou dois jogos de suspensão pela expulsão contra o Bahia, na 36ª rodada do Brasileirão.

Além de tentar reverter a punição de Héverton, a diretoria da Lusa se defende alegando que o advogado contratado pelo clube neste julgamento do meia, Osvaldo Sestário, comunicou a punição de apenas um jogo. Assim, a Portuguesa não estaria sabendo que o jogador estava impossibilitado de atuar. Mas o advogado garante que deu a informação correta sobre a suspensão do atleta por duas partidas.

Devido aos problemas, a Portuguesa resolveu trocar de representante nos tribunais: Osvaldo Sestário foi dispensado e o veterano advogado João Zanforlin foi contratado para defender o clube.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da proibição de rodeios em JF, conforme prevê projeto em tramitação na Câmara?