Publicidade

11 de Dezembro de 2013 - 18:03

Por Vanderson Pimentel - Agencia Estado

Compartilhar
 

O pedido do Fluminense junto ao Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para tirar quatro pontos da Portuguesa, devido a suposta escalação ilegal do meia Héverton pela última rodada do Campeonato Brasileiro, pegou o clube paulista de surpresa. Futuro vice-presidente jurídico (será empossado em janeiro com a nova diretoria), Orlando Cordeiro de Barros alegou nesta quarta-feira que a CBF não enviou nenhuma notificação aos advogados do clube e teme que a equipe possa ser prejudicada.

"Temos medo de cair. Nós estamos brigando com uma equipe que já fez isso duas vezes no Rio. A Portuguesa subiu no campo, o Fluminense caiu no campo e estão tentando reverter pela segunda vez isso. Eles não tiveram competência para subir", provocou o dirigente.

Expulso contra o Bahia, na 36.ª rodada, o atacante Héverton, da Lusa, cumpriu suspensão automática contra a Ponte Preta e foi a julgamento na última sexta-feira no STJD. Como pegou dois jogos de suspensão, ele deveria cumprir mais um diante do Grêmio, no último domingo. O atleta, no entanto, entrou em campo aos 32 minutos do segundo tempo no empate por 0 a 0 com o time gaúcho, no Canindé.

"Por enquanto não iremos tomar posição. A Portuguesa não foi informada de absolutamente nada (sobre o julgamento). Só soubemos da informação através da imprensa. Nenhum clube é condenado se não houver comunicação", completou Cordeiro. "O atleta já havia cumprido (a suspensão automática) e a Portuguesa está com os prazos abertos ainda para recorrer."

Para o dirigente da Portuguesa, que concedeu entrevista coletiva nesta quarta-feira, a discussão sobre a escalação irregular se dá por interesses do Flu. "Não é uma questão técnica, é uma questão política", afirmou ele.

Segundo a Lusa, o clube não foi notificado sobre a punição imposta a Héverton em julgamento realizado na sexta. Um advogado do clube, porém, esteve presente no SJTD e defendeu o jogador. Ele teria informado à Portuguesa que a punição foi de um jogo, quando ela foi de duas partidas.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você tem percebido impacto positivo das operações policiais nas ruas da cidade?