Publicidade

06 de Janeiro de 2014 - 13:21

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

O primeiro-ministro do Iraque, Nuri al-Maliki, pediu hoje aos moradores e às tribos de Faluja que expulsem os milicianos da rede extremista Al-Qaeda radicados na região para evitar uma invasão da cidade.

Os comentários de Maliki foram interpretados com um sinal de que o governo cogita ordenar a qualquer momento uma intervenção militar para recapturar Faluja, um antigo bastião rebelde a oeste de Bagdá.

A mensagem do primeiro-ministro vem à tona em um dia no qual dezenas de famílias fugiram de Faluja, a apenas 65 quilômetros da capital iraquiana, em meio a temores de uma guerra aberta pelo controle da cidade.

Faluja foi capturada por milicianos ligados à Al-Qaeda na semana passada e tropas do exército iraquiano agora cercam a cidade. Dezenas de pessoas morreram em confrontos nos últimos dias.

Maliki não explicou como espera que os moradores e as tribos pró-governo de Faluja expulsem os milicianos.

Na mensagem, transmitida pela televisão estatal iraquiana, Maliki pediu aos soldados que evitem agira em áreas residenciais da cidade. Fonte: Associated Press.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a multa para o consumidor que desperdiçar água, conforme anunciou o Governo de São Paulo?