Publicidade

29 de Dezembro de 2013 - 19:38

Por - Agencia Estado

Compartilhar
 

Autoridades eleitorais tailandesas enfrentaram dificuldade para registrar candidatos as eleições nacionais previstas para ocorrerem daqui a um mês, uma vez que manifestantes bloqueiam os centros de registro numa tentativa de evitar o controverso pleito.

Os relatos são de que os bloqueios conseguiram impedir o registro de candidatos em sete províncias ao sudeste do país. Há dois meses, protestos violentos ocorrem contra o governo do primeiro-ministro, Yingluck Shinawatra, e seu influente irmão, o ex-líder Thaksin Shinawatra.

O bilionário Thaksin foi deposto por um golpe militar há sete anos. Muitos de seus oponentes dizem que ele continua a governar o país, por meio de seu irmão. Nos últimos dias, a tensão política no país aumentou. Mais de 140 pessoas ficaram feridas em confrontos de manifestantes com as forças de segurança, enquanto ontem um manifestante foi morto e outros três feridos após um homem não identificado abrir fogo em meio a um protesto no centro de Bangcoc.

Se os candidatos não conseguirem se registrar até o dia 1 de janeiro, a reabertura do Parlamento foi ser adiada e até a votação de 2 de fevereiro cancelada, caso menos de 95% dos assentos não sejam preenchidos nas eleições para a Câmara Baixa. Fonte: Dow Jones Newswires.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com o TJ, que definiu que táxi não pode ser repassado como herança?