Publicidade

10 de Março de 2014 - 20:13

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

O técnico Mano Menezes ficou satisfeito com a atuação do Corinthians na vitória por 1 a 0 sobre o Paulista, na noite da última quarta-feira, em Americana, onde o time se manteve com 100% de aproveitamento no Campeonato Paulista. Após o duelo, porém, o treinador precisou explicar os motivos para só ter utilizado Alexandre Pato a partir dos 33 minutos do segundo tempo, quando o atacante entrou no lugar de Danilo.

Ao ser questionado, em entrevista coletiva, se estaria deixando a estrela corintiana no banco por causa de suas atuais condições físicas neste início de temporada, o comandante admitiu que essa sua opção foi meramente técnica. "Não estou o preservando. Ele (Pato) está bem fisicamente, a questão é que o técnico precisa fazer opções, e para esses dois primeiros jogos a opção foi iniciar com outra formação", disse Mano.

O treinador também explicou que só colocou Pato no final do jogo pelo fato de que considera um risco queimar a terceira substituição antes dos 15 minutos derradeiros, tendo em vista o fato de que a equipe está em início de temporada. "Não é possível fazer a terceira alteração muito cedo porque o risco de perder jogador é grande. Todos os jogadores estão com um desgaste muito grande, e você não pode arriscar a terceira alteração muito cedo sob pena de ficar com um jogador a menos", analisou.

Mano, entretanto, lembrou que Pato e Emerson - outro que entrou na etapa final e acabou sendo decisivo ao dar o passe que resultou no gol de Guerrero - seguem fortes na briga por um lugar no ataque titular. "Óbvio que, se tenho no banco de reservas para o ataque Emerson Sheik e Pato, tenho que pensar na possibilidade de utilizá-los e tirar o melhor de cada um. É muito cedo, hoje nós jogamos a segunda partida, não teria sentido eu definir e dizer que isso (a definição do ataque titular) está pronto e vamos até o fim assim. Muito pelo contrário, quero utilizar todos, quero que todos rendam bem e o papel do técnico é o tirar o melhor de cada um", afirmou.

Já ao comentar a atuação corintiana, Mano disse que viu a defesa corintiana "bem postada" e destacou que a equipe "melhorou muito na criação". "Finalizamos umas oito vezes no primeiro tempo. O time trabalhou muito pelos dois lados, um pouco mais pela esquerda, com o Romarinho mais fixo. O adversário exigiu muito de nós, mas a resposta foi forte e saio mais uma vez contente", opinou.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você confia nas pesquisas eleitorais?