Publicidade

22 de Janeiro de 2014 - 19:05

Por Anna Ruth Dantas - Agencia Estado

Compartilhar
 

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e do Comitê Organizador Local da Copa (COL), José Maria Marin, admitiu nesta quarta-feira, durante entrevista coletiva em Natal, que já existe um "plano B" caso Curitiba seja excluída do Mundial por causa do atraso nas obras da Arena da Baixada. Ele não especificou, porém, qual seria a alternativa.

Na última terça-feira, o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, fez uma vistoria nas obras da Arena da Baixada e revelou grande preocupação com o atraso na reforma do estádio. Ele cobrou uma evolução até o dia 18 de fevereiro, sob o risco até mesmo de excluir Curitiba da Copa - a capital paranaense está programada para receber quatro jogos da competição.

"Curitiba precisa recuperar o tempo perdido e convencer a Fifa de que é possível fazer a Copa lá", avisou Marin, que está em Natal para acompanhar ainda nesta quarta-feira a inauguração da Arena das Dunas, sétimo dos 12 estádios da Copa a ser entregue.

Apesar de reconhecer que Curitiba está com "um sinal amarelo grande", Marin mostrou confiança na entrega da Arena da Baixada dentro do prazo. Para isso, uma ação governamental já foi colocada em prática, na tentativa de acelerar as obras do estádio.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você já presenciou manifestações de intolerância religiosa?