Publicidade

11 de Março de 2014 - 02:46

Por Ciro Campos - Agencia Estado

Compartilhar
 

Depois de oito temporadas de Fórmula 1 na Ferrari, o brasileiro Felipe Massa, agora na Williams, disse nesta segunda-feira que problemas internos atrapalharam o seu desempenho em 2013 pela equipe italiana. O piloto terminou o campeonato em oitavo lugar, com apenas um pódio conquistado, no GP da Espanha.

"Ano passado o túnel de vento não funcionava. Traziam peças novas e na pista elas não rendiam. Eu era o único piloto a trabalhar no simulador. O (Fernando) Alonso não ia", comentou em entrevista coletiva. De acordo com Massa, as falhas no túnel de vento foram cruciais para atrapalhar a evolução da equipe ao longo do ano. "A Ferrari começou 2013 muito bem, com um carro competitivo e depois não evoluiu. Do outro lado, vimos uma Red Bull que começou mal e se desenvolveu muito até o fim do ano", comparou.

Para o piloto, depois do longo tempo de convivência na equipe italiana, onde foi vice-campeão mundial em 2008, era necessário trocar de escuderia para recomeçar uma nova etapa na carreira. "Estou empolgado e vivo um momento diferente. Fui muito bem recebido e precisava dessa mudança, que pode ter sido positiva talvez até para a Ferrari", afirmou.

Massa disse que o ambiente na Williams é diferente pela equipe ter características tipicamente inglesas como a formalidade no convívio e contou que ele próprio procurou a escuderia na época do GP do Japão, em outubro do ano passado, em busca de permanecer na categoria. "Decidi sozinho ir para a Williams, nem falei antes com o meu empresário (Nicolas Todt) antes. Ele também trabalha com o Pastor Maldonado, que queria sair da Williams, então a negociação foi fácil", explicou.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que campanha corpo-a-corpo ainda dá voto?