Publicidade

02 de Janeiro de 2014 - 18:01

Por Laís Alegretti e Renata Veríssimo - Agencia Estado

Compartilhar
 

O secretário de comércio exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Daniel Godinho, afirmou nesta quinta-feira, 02, que ele apostaria em um resultado de superávit comercial em 2014. Depois de apresentar algumas expectativas para o ano que se inicia, Godinho afirmou que o principal fator para o comércio exterior em 2014 é a demanda externa, sobretudo da União Europeia, China e Estados Unidos.

O secretário disse, ainda, que o governo trabalha com expectativa de exportações em 2014 no patamar dos últimos dois anos. Em 2013, as vendas externas somaram US$ 242,2 bilhões, uma queda de 1% em relação a 2012, quando foram de US$ 242,6 bilhões.

Ele estima que o Brasil terá maior exportação e menor importação de petróleo em 2014. Em 2013, a menor produção de petróleo e o maior consumo de combustíveis levou a déficit na conta petróleo, que aumentou de US$ 5,379 bilhões em 2012 para US$ 20,277 bilhões em 2013.

O secretário atribuiu a menor produção de petróleo em 2013 à parada para manutenção de plataformas e refinarias. Segundo ele, há uma queda natural na produção de poços mais antigos e ponderou que a exploração de novos poços - e inclusive do pré-sal - mudará a dinâmica. "Isso vai melhorar resultados da produção", concluiu.

O consumo maior de petróleo, segundo o secretário, se deve ao aumento da frota de veículos no País, além do uso desse transporte para escoar safra recorde. Ele lembrou, ainda, que o baixo nível de reservatórios das hidrelétricas tornou necessário o uso das térmicas, resultando em maior consumo de petróleo e derivados.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com o TJ, que definiu que táxi não pode ser repassado como herança?