Publicidade

11 de Dezembro de 2013 - 12:49

Por Amanda Romanelli - Agencia Estado

Compartilhar
 

O velejadores Robert Scheidt ainda desfruta da vitória de seu 10º título mundial na classe Laser, obtido no mês de novembro, no Omã. Aos 40 anos, ele superou atletas com pouco mais de a metade de sua idade em sua primeira temporada de retorno à classe, já que velejou na Star nos dois últimos ciclos olímpicos.

Apesar da campanha bem-sucedida, Scheidt não se empolga e diz que, por causa da idade, seus objetivos mudaram. "Meu foco hoje não é ganhar tudo. Foi incrível ser campeão mundial, mas se eu não voltar a vencer (um Mundial) nos próximos anos, tudo bem também. Meu objetivo é chegar em 2016 com condições de ganhar uma medalha."

A campanha olímpica já começa em 2014. Nos primeiros dias do ano, a cidade de Niterói receberá a Copa Brasil, que será um torneio de observação para os velejadores de classes olímpicas. Em agosto, a vela será a primeira modalidade a ter um evento-teste para os Jogos do Rio.

Scheidt estará nas duas competições e só confirma que disputará, além delas, o Mundial de Santander (Espanha), em setembro, apesar de sua programação prever a participação em várias semanas de vela pelo mundo. "O calendário é grande, então não sei se vou fazer todas. Agora priorizo a qualidade, não a quantidade."

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da proibição de rodeios em JF, conforme prevê projeto em tramitação na Câmara?