Publicidade

30 de Dezembro de 2013 - 13:37

Por - Agencia Estado

Compartilhar
 

O México decidiu cobrar uma taxa de 16% sobre as vendas de ração processada para animais de estimação. O imposto sobre o produto, declarado "item de luxo", começará a valer na próxima quarta-feira (1º). O objetivo do governo é aumentar e diversificar as receitas do país, que hoje provêm em grande parte da comercialização de petróleo.

O mercado de ração processada para pets movimenta US$ 2,2 bilhões por ano no México, o décimo maior produtor mundial desse tipo de alimento, de acordo com levantamento do Euromonitor International. Gigantes como a Mars Inc. e a Nestlé dominam o segmento no país e já temem que a nova taxa afete as vendas.

Conforme associações mexicanas, são 14 milhões de cachorros e gatos morando em lares do país e 13 milhões vivendo nas ruas. Ainda segundo as associações, metade dos donos de pets mexicanos alimentam seus animais com ração. A outra metade utiliza restos de alimentos, como ovos e tortillas, livres de impostos.

Órgãos de defesa dos animais avaliam que o novo imposto pode acarretar em mais gatos e cachorros nas ruas, além de desestimular a adoção. Fonte: Dow Jones Newswires.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?