Publicidade

15 de Dezembro de 2013 - 20:46

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

As promessas de adiantar profundas reformas políticas e sociais e a intenção de aumentar impostos para diminuir a desigualdade entre ricos e pobres no Chile determinaram a vitória da ex-presidente chilena Michelle Bachelet na eleição presidencial, que voltará ao comando do país entre 2014 e 2018.

Com 57% dos votos apurados, Bachelet detém 63%, contra 37% da candidata conservadora Evelin Matthei. A senadora Lily Pérez, que também é porta-voz de Matthei, reconheceu a derrota.

Socialista moderada, Bachelet foi presidente do Chile entre 2006 e 2010. Depois disso, chefiou o Escritório das Nações Unidas para a Mulher.

Bachelet, da coalizão de centro-esquerda, promete que financiará a educação com

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?