Publicidade

22 de Dezembro de 2013 - 11:10

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

Dezenas de milhares de manifestantes marcharam por Bangcoc e pararam o trânsito da capital tailandesa neste domingo, pedindo a renúncia da primeira-ministra Yingluck Shinawatra.

Os manifestantes se separaram em vários grupos que se espalharam pela área central de Bangcoc. Um dos grupos se reuniu em frente à residência da primeira-ministra, que não estava no local. Tropas de choque da polícia impediram que o grupo passasse pelo portão da residência.

O Partido Democrático, principal força da oposição na Tailândia, anunciou ontem que vai boicotar as eleições antecipadas marcadas para 2 de fevereiro. O grupo pressiona pela renúncia imediata do governo.

Além da renúncia de Yingluck, os manifestantes querem que um governo interino institua reformas antes de qualquer eleição. Os protestos ocorrem um dia antes de a Comissão Eleitoral do país abrir as inscrições para as eleições. As inscrições devem ocorrer em um estádio da capital, mas há temores de que os manifestantes barrem a entrada de candidatos.

Os democratas, fortemente ligados aos protestos, organizaram em 2006 um boicote eleitoral que ajudou a desestabilizar o governo e abriu caminho para um golpe militar que derrubou o então primeiro-ministro Thaksin Shinawatra, irmão mais velho de Yingluck.

Os membros do Partido Democrático renunciaram recentemente às suas cadeiras no Parlamento, numa tentativa de tirar a legitimidade do governo de Yingluck. A oposição diz que Yingluck é uma marionete de seu irmão, que vive no exílio desde o golpe militar. Fonte: Associated Press.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a multa para o consumidor que desperdiçar água, conforme anunciou o Governo de São Paulo?