Publicidade

05 de Dezembro de 2013 - 17:58

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

O Ministério do Esporte e a Confederação Brasileira de Vela (CBVela) promoveram nesta quinta-feira, no Rio, a entrega dos certificados do Bolsa Pódio a nove atletas da modalidade, deixando de fora os dois principais nomes do iatismo no Brasil na atualidade. Nem Robert Scheidt nem Jorge Zarif, campeões mundiais de suas classes, foram contemplados.

O argumento é que, quando a lista da vela foi enviada ao ministério pela CBVela, ambos não apareciam entre os 20 melhores do ranking mundial de suas classes (Laser e Finn). Agora que são campeões, entrarão na primeira revisão da lista, que, segundo a pasta, acontecerá já em janeiro.

"Mais seis nomes serão divulgados em janeiro para a vela, entre eles Robert Scheidt e Jorge Zarif", prometeu o secretário nacional de esporte de alto rendimento, Ricardo Leyser. Renata Decnop e Isabel Swan, da 470 Feminina, também devem ser contempladas.

Por conta do atraso no cronograma do Plano Brasil Medalhas, a Bolsa Pódio, que só começou a ser paga agora aos atletas da vela, é referente ao segundo semestre de 2013 (deveria ter começado em julho). Por isso a primeira revisão será já em janeiro, levando em conta os resultados desta segunda metade do ano.

"Tenho hoje uma equipe multidisciplinar de altíssimo nível, com técnico de apoio, fisioterapeuta, psicólogo, preparador físico, massagista. Agora, com o Bolsa Pódio, vou organizar melhor essa estrutura de pessoal e vou poder treinar mais despreocupado com questões burocráticas", comemorou Bimba, da RS:X, um dos contemplados.

Também ganharão Bolsa Pódio: Fernanda Oliveira e Ana Barbachan (470 Feminina), Martine Grael e Kahena Kunze (49erFX), Patrícia Freitas (RS:X Feminina), Bruno Fontes (Laser) e André Fonseca, o Bochecha (49er).

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você participa das celebrações da Semana Santa?