Publicidade

28 de Dezembro de 2013 - 16:58

Por AE-AP - Agencia Estado

Compartilhar
 

O veterano atacante Nicolas Anelka protagonizou uma polêmica neste sábado, ao comemorar o primeiro de seus dois gols no empate por 3 a 3 do West Bromwich contra o West Ham, pelo Campeonato Inglês. Ao celebrar, o jogador de 34 anos fez um gesto conhecido na França como "quenelle", criado por um comediante do país, que é considerado uma saudação nazista e antissemita.

O gesto é de autoria de Dieudonné, artista francês que está rendendo muita polêmica no país por ser considerado antissemita. O ministro do interior da França, Manuel Valls, anunciou recentemente que estuda proibir as apresentações do comediante, que tem Anelka como amigo confesso.

Outra personalidade da política francesa, a ministra do esporte Valérie Fourneyron, reagiu rapidamente à comemoração de Anelka e o atacou. "O gesto Anelka é uma provocação chocante, nojenta. Não há lugar para antissemitismo e incitação ao ódio no campo de futebol", escreveu, em sua página no Twitter.

Por outro lado, o técnico do West Bromwich, Keith Downing, defendeu seu jogador. Ele admitiu que Anelka sabia o que estava fazendo ao realizar o gesto de levar a mão em direção ao ombro oposto, mas garantiu que o jogador o fez no intuito apenas de mostrar apoio ao amigo Dieudonné.

Downing disse que o gesto foi "dedicado" ao comediante, mas que qualquer outra afirmação sobre isso é "lixo absoluto". "O Anelka estava completamente sem conhecimento de quais seriam os problemas ou a especulação quando fez este gesto. Ele está completamente surpreso por isso", garantiu.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da proibição de rodeios em JF, conforme prevê projeto em tramitação na Câmara?