Publicidade

20 de Dezembro de 2013 - 18:28

Por Roberta Pennafort - Agencia Estado

Compartilhar
 

Os homens morrem mais do que as mulheres em todas as faixas etárias até os 79 anos - a partir dos 80, elas respondem por porcentual maior nas estatísticas de óbito por ter vida mais longa. A fase mais perigosa é a juventude: a mortalidade masculina entre os 15 e 24 anos por causas externas (acidentes de trânsito, homicídios e suicídios) superou a feminina na razão de 4 para 1.

A proporção de falecimentos violentos aumentou em 2012, principalmente no Norte e Nordeste, embora a maior taxa do Brasil esteja no Centro-Oeste. Sergipe (80,7%), Bahia (78,3%) e Alagoas (77,7%) têm as proporções mais altas de mortes violentas entre jovens de 15 a 24 anos de idade do sexo masculino. As mulheres correm mais riscos no Espírito Santo e no Tocantins, Estados em que a proporção feminina ficou em 47% e 45,9%, respectivamente.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?