Publicidade

07 de Janeiro de 2014 - 11:46

Por Luciana Nunes Leal - Agencia Estado

Compartilhar
 

O motorista Francinaldo Ribeiro de Souza, de 34 anos, foi assassinado na manhã desta terça-feira, 07, dentro do ônibus da linha 474 (Jardim de Alah-Jacaré), da empresa Braso Lisboa, onde trabalhava há dez anos. Francinaldo levou vários tiros de um homem que fingiu ser passageiro e fez sinal para que o ônibus parasse. A Divisão de Homicídios (DH) investiga se o motorista foi vítima de execução.

Segundo testemunhas, logo que o motorista abriu a porta, o assassino fez os disparos, sem entrar no ônibus. O crime aconteceu pouco antes das 6h na Rua São Luiz Gonzaga, em São Cristóvão (zona norte). Os passageiros entraram em pânico e tentara se proteger embaixo dos bancos.

Funcionários da Braso Lisboa elogiaram Francinaldo e o descreveram como um profissional tranquilo, que nunca teve qualquer problema na empresa. O motorista era casado e tinha três filhos.

O Rio Ônibus, sindicato que reúne grandes empresas de transporte coletivo da cidade, informou em nota que ajudará a polícia na investigação e cederá imagens do circuito interno do ônibus. "Francinaldo sempre foi considerado um bom profissional", diz a nota do sindicato.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você confia nas pesquisas eleitorais?