Publicidade

11 de Março de 2014 - 20:39

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

O técnico José Mourinho não poupou críticas nesta terça-feira ao canal francês que divulgou uma conversa na qual reclamou do ataque do Chelsea e sugeriu que Samuel Eto'o mente sobre sua idade verdadeira. Sem negar a veracidade de suas palavras, o treinador disse que faltou ética ao Canal Plus por ter divulgado uma conversa que era "privada".

"Acho que vocês deveriam estar envergonhados como profissionais de imprensa porque, do ponto de vista ético, eu acredito que vocês não estejam felizes com um colega que é capaz de gravar uma conversa privada e torná-la pública [sem autorização]", afirmou Mourinho, na coletiva que os treinadores concedem à imprensa antes de um jogo da Liga dos Campeões.

No trecho da gravação que foi ao ar, Mourinho aparece conversando com um empresário suíço em um evento de patrocinador. "O problema do Chelsea é a falta de um atacante. Eu tenho um [Eto'o], mas ele tem 32 anos. Talvez 35, quem pode saber?", dissera o treinador, sem saber que estava sendo gravado.

Em outro trecho, o técnico do Chelsea ironiza a escolha de Falcao Garcia em jogar pelo Monaco, após rejeitar proposta do clube inglês. "Eu não tenho Falcao, mas ele não tem um time. Quem quer jogar diante de apenas 3 mil torcedores? Se um dia eu for para o Monaco, será porque estarei no fim da minha carreira", alfinetou.

Mourinho não negou o conteúdo do vídeo divulgado na segunda-feira. Preferiu atacar o canal que o divulgou. "Foi um comentário infeliz? Com certeza. Mas eu acho que, do ponto de vista ético, foi uma verdadeira desgraça. Não estou defendendo o que eu disse, estou atacando algo que é fundamental na área profissional de vocês."

Em sua defesa, o técnico argumentou que fez os comentários em tom de brincadeira em uma conversa informal com o empresário. "Não há notícia aqui. Foi apenas uma conversa divertida entre eu e alguém que não pertence ao mundo do futebol. Estávamos rindo, como todos disseram. É uma desgraça que alguém tenha gravado uma conversa privada", insistiu.

Por fim, Mourinho negou qualquer atrito com Eto'o e fez elogios ao atacante. "Foi com ele que tive minha temporada mais vitoriosa da carreira", disse, referindo-se à tríplice coroa obtida na Inter de Milão, em 2010. "Ele é um dos poucos jogadores que trabalhou comigo em um segundo clube. E um técnico nunca faria isso se não gostasse do jogador ou da pessoa".

Nesta quarta-feira, o Chelsea de Mourinho fará o jogo de ida contra o Galatasaray, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões, em Istambul.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o subsídio do Governo vai alavancar a aviação regional?