Publicidade

09 de Janeiro de 2014 - 11:10

Por - Agencia Estado

Compartilhar
 

O tribunal que julga o ex-presidente do Paquistão, Pervez Musharraf, por traição, ordenou que ele compareça pessoalmente à corte em 16 de janeiro. A decisão foi tomada depois de os juízes analisarem uma relatório médico a respeito dos problemas cardíacos do ex-líder.

A decisão concede a Musharraf, de 70 anos, uma pausa de semana. Ele foi levado às pressas para o Instituto de Cardiologia das Forças Armadas em Rawalpindi, nas proximidades de Islamabad, quando se encaminhava para o tribunal na semana passada e está no local desde então.

Após analisar o relatório médico, segundo o qual Musharraf sofre de doença arterial coronariana triarterial, o tribunal ordenou que o ex-presidente compareça ao local no dia 16 de janeiro.

Os defensores de Musharraf dizem que as acusações de traição, relacionadas ao fato de ele ter imposto uma lei de emergência em novembro de 2007, têm motivação política.

Além do julgamento por traição, Musharraf também suspeito pelo assassinato da ex-primeira-ministra Benazir Bhutto, pela morte de um líder rebelde, de um ataque contra uma mesquita radical e pela prisão de juízes. Fonte: Dow Jones Newswires.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a multa para o consumidor que desperdiçar água, conforme anunciou o Governo de São Paulo?