Publicidade

20 de Janeiro de 2014 - 11:27

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

Rafael Nadal e Andy Murray sofreram, mas confirmaram favoritismo em jogos realizados nesta segunda-feira e garantiram vaga nas quartas de final do Aberto da Austrália. Líder do ranking mundial, o tenista espanhol jogou três duros sets para eliminar o japonês Kei Nishikori, batido por 7/6 (7/3), 7/5 e 7/6 (7/3) após 3 horas e 17 minutos. Já o britânico, atual número 4 do mundo, chegou a tomar um susto ao perder um set para o francês Stephane Robert, mas avançou ao ganhar com parciais de 6/1, 6/2, 6/7 (6/8) e 6/2.

Com a nova vitória, Nadal se credenciou para encarar na próxima fase o búlgaro Grigor Dimitrov, que nas oitavas de final derrotou o espanhol Roberto Bautista Agut por 3 sets a 1, com parciais de 6/3, 3/6, 6/2 e 6/4. Já Murray terá como próximo rival o ganhador da partida entre o suíço Roger Federer e o francês Jo-Wilfried Tsonga, programada para ser encerrada nesta segunda-feira.

Na luta para encerrar o reinado do sérvio Novak Djokovic, atual tricampeão em Melbourne, Nadal precisou jogar dois tie-breaks para seguir em frente na sua campanha. No primeiro set, ele aproveitou uma de quatro chances de quebrar o saque de Nishikori, que aproveitou um de dois break points. Assim, a parcial foi para o desempate, no qual o espanhol foi superior ao fazer 7/3.

No segundo set, o tenista oriental voltou a quebrar o saque de Nadal uma vez, mas o espanhol, mesmo sofrendo com bolhas nas mãos que o motivaram a solicitar atendimento médico após a primeira parcial, converteu os dois break points cedidos pelo rival para fazer 7/5.

Já no terceiro set, cada tenista obteve duas quebras e a disputa foi novamente ao tie-break, no qual mais uma vez Nadal foi superior para fazer 7/3. Antes disso, o japonês chegou a sacar para fechar a parcial quando liderava em 5/4, mas vacilou e deu chance para que o seu poderoso rival reagisse.

Murray, por sua vez, parecia que iria atropelar Stephane Robert ao ganhar as duas primeiras parciais em apenas uma hora e quatro minutos. Porém, acabou surpreendido pelo atual 119º colocado do ranking mundial no terceiro set, no qual cada tenista obteve uma quebra de saque e o francês acabou levando a melhor no tie-break. Entretanto, o quarto cabeça de chave do Grand Slam voltou a ser dominante no quarto set e, ao aproveitar dois de três break points, fez 6/2 para liquidar o duelo.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você já presenciou manifestações de intolerância religiosa?