Publicidade

10 de Janeiro de 2014 - 08:58

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

O sorteio da chave masculina do Aberto da Austrália não foi dos melhores para o espanhol Rafael Nadal. O tenista número 1 do mundo logo de cara terá de encarar o australiano Bernard Tomic, que atuará com apoio da torcida local em Melbourne e é o atual 52º colocado do ranking da ATP, em um jogo que não pode ser considerado fácil para uma estreia de Grand Slam.

A possível rota que Nadal deverá traçar na competição também promete ser complicada, pois já na terceira rodada poderá medir forças com o francês Gael Monfils, ex-top 10 e hoje 26º tenista do mundo, que na semana passada encarou o espanhol na final do Torneio de Doha e só caiu após três sets e quase duas horas de jogo.

Em seguida, o japonês Kei Nishikori e o experiente australiano Lleyton Hewitt, ex-líder do ranking, aparecem como fortes candidatos a encarar Nadal nas oitavas de final. Para completar, Juan Martín del Potro, quinto cabeça de chave do Grand Slam, aparece como provável rival do espanhol em um possível duelo de quartas de final. O argentino irá estrear contra um rival que virá do qualifying.

Para a semifinal, por sua vez, Nadal já vislumbra um possível duelo contra Andy Murray ou Roger Federer. Quarto cabeça de chave, o britânico irá estrear diante do japonês Go Soeda, enquanto o suíço, sexto pré-classificado, abrirá a sua campanha contra o australiano James Duckworth, convidado da organização do Grand Slam. No mesmo lado da chave, Federer e Murray poderão se enfrentar nas quartas de final.

O francês Jo-Wilfried Tsonga, décimo cabeça de chave, tem chance de encarar Federer em uma possível oitava de final. Já o norte-americano John Isner, 13º pré-classificado, aparece como candidato a pegar Murray nesta mesma fase.

Na outra metade da chave, o sérvio Novak Djokovic, atual tricampeão do Aberto da Austrália, pegará o eslovaco Lukas Lacko na estreia e só deve ter pela frente um rival de maior peso a partir das quartas de final, estágio em que poderá encontrar o suíço Stanislas Wawrinka, com quem travou um duelo épico de 5 horas na edição anterior do Grand Slam australiano.

Já David Ferrer, batido por Djokovic na semifinal do ano passado, poderá reencontrar o sérvio na mesma fase da competição em 2014. Terceiro cabeça de chave, o espanhol estreará contra o colombiano Alejandro Gonzalez. O checo Tomas Berdych, sétimo pré-classificado, é outro possível rival do sérvio na semifinal e iniciará a sua campanha diante do casaque Aleksandr Nedovyesov.

O Brasil só poderá ter um representante na chave de simples do Aberto da Austrália. Após a eliminação de André Ghem na segunda rodada do qualifying nesta sexta-feira, Thomaz Bellucci virou a única esperança do País. Em jogo previsto para começar no final desta noite (no horário de Brasília), ele pegará o japonês Taro Daniel por uma vaga na primeira rodada do Grand Slam.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o subsídio do Governo vai alavancar a aviação regional?