Publicidade

15 de Dezembro de 2013 - 20:07

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

O Napoli mostrou neste domingo que a eliminação precoce na Liga dos Campeões da Europa, ainda na fase de grupos, não abalou o grupo de jogadores e a torcida. No estádio San Paolo, com grande público, pela 16.ª rodada do Campeonato Italiano, o time napolitano derrotou a Internazionale por 4 a 2 e segue na luta pelas primeiras colocações.

Agora com 35 pontos, o Napoli se mantém na terceira colocação e encosta na Roma, a vice-líder, que tem 37 e joga nesta segunda-feira contra o Milan, em Milão. A liderança é da Juventus, que chegou aos 43 pontos depois de golear o Sassuolo por 4 a 0, em Turim. Já a Internazionale, em uma temporada de recuperação com a chegada do técnico Walter Mazzarri (ex-Napoli), está em quinto lugar com 28.

Em campo, o Napoli mostrou a sua força logo no início. Aos 9 minutos, o primeiro gol saiu em jogada pelo meio que o centroavante Higuaín aproveitou uma rebatida de Nagatomo dentro da área e chutou de primeira no canto direito baixo de Handanovic. Com a vantagem, o time napolitano se fechou um pouco para aproveitar o contra-ataque e foi castigado com o gol de empate de Cambiasso, aos 35.

O Napoli não se abateu com a igualdade e, de forma arrasadora, marcou duas vezes em um intervalo de três minutos. Aos 39, Mertens recebeu a bola livre na entrada da área e bateu forte e rasteiro no canto esquerdo de Handanovic para fazer 2 a 1. Pouco depois, aos 42, o mesmo Mertens arriscou outro chute, o goleiro da Internazionale deu rebote e Dzemaili só teve o trabalho de tocar a bola para o gol.

Pouco antes do intervalo, quando a torcida já comemorava a boa vantagem no placar, a equipe de Milão conseguiu diminuir com Nagatomo, aos 47 minutos, e deixou a expectativa de mais emoção na segunda etapa. Com a mesma postura mais defensiva de quando havia feito 1 a 0, o Napoli desta vez foi salvo pelo goleiro brasileiro Rafael (ex-Santos), em sua terceira partida seguida como titular. Mostrou segurança e fez uma defesa salvadora aos 22 minutos em chute de Guarín.

Cinco minutos depois, a situação da Internazionale ficou mais difícil com a expulsão de Alvarez. Com mais espaço para contra-atacar, o Napoli conseguiu liquidar o jogo com o gol de Callejón, aos 36, e ainda teve a chance de ampliar aos 47, mas Handanovic defendeu uma cobrança de pênalti batido pelo centroavante Pandev.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você tem percebido impacto positivo das operações policiais nas ruas da cidade?