Publicidade

02 de Janeiro de 2014 - 10:48

Por Fabiana Cambricoli - Agencia Estado

Compartilhar
 

A terceira fase do Mais Médicos teve 422 brasileiros aprovados, o equivalente a apenas 6,69% das vagas ofertadas nessa etapa do programa. Com a baixa adesão, o governo federal vai depender agora do interesse de médicos formados no exterior para cumprir sua meta de ter, até março, 13 mil profissionais atuando pelo programa no País. Na primeira e segunda fases do projeto, 6,6 mil médicos foram selecionados e já estão atuando nos municípios.

A portaria com o nome dos aprovados na terceira fase foi divulgada na segunda-feira, 23 de dezembro de 2013. O Ministério da Saúde recebeu 540 inscrições de candidatos formados em universidades brasileiras, mas só 422 foram validadas e homologadas.

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, já disse que, caso as duas modalidades não preencham as vagas disponíveis, mais médicos cubanos serão trazidos por meio do convênio do governo brasileiro com o país caribenho. Dos 6,6 mil médicos que já atuam no País por meio do programa, quase 5,4 mil são cubanos.Segundo o cronograma do ministério, os médicos brasileiros aprovados nesta terceira fase começarão a atender a população no início de fevereiro.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com o TJ, que definiu que táxi não pode ser repassado como herança?