Publicidade

21 de Dezembro de 2013 - 19:24

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

O presidente Barack Obama disse que qualquer esforço no Sudão do Sul para intensificar o poder por meio da força militar levará os EUA e outros países a cortarem o apoio à nação africana.

A Casa Branca disse que Obama, que está de férias no Havaí, falou com sua equipe de segurança nacional neste sábado sobre a situação do Sudão do Sul. A conselheira de segurança nacional de Obama, Susan Rice, informou o presidente por telefone após conduzir uma reunião com conselheiros em Washington.

Mais cedo, três aviões militares dos EUA foram atingidos por disparos ao tentarem resgatar americanos em uma região remota do país, que se tornou um campo de batalha entre o Exército do Sul e tropas renegadas. Segundo a Casa Branca, quatro soldados norte-americanos feridos no ataque estão em condição de saúde estável.

A Casa Branca disse também que Obama falou a seus conselheiros que o conflito só poderá ser resolvido pacificamente através de negociações. Fonte: Associated Press.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?