Publicidade

13 de Janeiro de 2014 - 09:49

Por Álvaro Campos - Agencia Estado

Compartilhar
 

O índice de indicadores antecedentes da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) subiu para 100,9 pontos em novembro, de 100,7 pontos em outubro, segundo dados divulgados hoje pela instituição. De acordo com essa pesquisa, o crescimento deve acelerar nos próximos meses em países como Estados Unidos e Japão, além da zona do euro. Os emergentes também devem experimentar uma expansão mais robusta no início de 2014, incluindo o Brasil.

No caso do Brasil, o índice antecedente subiu para 98,6 pontos em novembro, de 98,5 pontos em outubro. A marca de 100 pontos indica crescimento em linha com a tendência dos últimos anos.

Entre as maiores economias globais, o índice dos EUA passou para 101,0 pontos em novembro, de 100,9 pontos em outubro. Na Alemanha, o índice subiu para 100,7 pontos, de 100,6 pontos. Na China, houve alta para 99,4 pontos, de 99,3 pontos. "O índice composto de indicadores antecedentes continua a mostrar sinais de uma melhora nas projeções na maioria das economias avançadas", diz a OCDE.

Uma das poucas exceções à melhora global é a Índia, cujo índice permaneceu estagnado em 97,5 pontos em novembro, indicando um crescimento abaixo da tendência. Na Rússia o índice também ficou estável, mas em 99,6 pontos, o que mostra crescimento em linha com a tendência.

O indicador da OCDE é desenvolvido para fornecer sinais incipientes de pontos de inflexão entre expansão e desaceleração da atividade econômica e é baseado em uma ampla gama de dados, que têm um histórico de mostrar essas mudanças no ritmo de crescimento.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o subsídio do Governo vai alavancar a aviação regional?