Publicidade

01 de Janeiro de 2014 - 11:37

Por Thaise Constancio - Agencia Estado

Compartilhar
 

Pelo menos oito pessoas ficaram feridas após um tiroteio na esquina da Rua República do Peru com Avenida Nossa Senhora de Copacabana pouco antes da queima de fogos em Copacabana, zona sul do Rio, na noite desta terça-feira, 31. De acordo com a Polícia Militar, Adilson Rufino da Silva, 34, tentava enforcar a esposa e os agentes tentaram protegê-la. Houve luta corporal e o marido conseguiu roubar a arma do comandante do 19ª Batalhão de Polícia Militar (Copacabana), coronel Ronald Santana, que tentava apartar a briga. Os outros agentes revidaram e houve correria.

O comandante foi ferido na perna e levado para o Hospital Copa D'Or. Outro policial foi ferido e levado para o Hospital Central da Polícia Militar (HCPM), no Estácio, zona norte. Rufino também foi ferido na perna e levado para o Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, zona sul. Durante a confusão, uma criança de 7 anos, dois jovens de 15 e 20 anos, uma mulher de 43 e uma senhora de 60 foram atingidos. As vítimas foram encaminhadas para os hospitais Municipais Miguel Couto e Souza Aguiar, no centro.

Rosilene de Azevedo, 37, disse que Rufino tinha bebido demais e tentou enforcá-la por ciúmes na frente dos dois filhos do casal. Ela reclamou da truculência policial. O caso foi registrado na 12ª Delegacia de Polícia (Copacabana).

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com o TJ, que definiu que táxi não pode ser repassado como herança?