Publicidade

02 de Dezembro de 2013 - 15:31

Por Ciro Campos - Agencia Estado

Compartilhar
 

O operador de guindaste que causou o acidente nas obras do Itaquerão na quarta-feira passada deve prestar depoimento à polícia até a próxima semana. A queda do guindaste matou dois operários que trabalhavam na construção da arena que receberá o jogo de abertura da Copa do Mundo de 2014.

"O depoimento do operador é extremamente importante para entendermos o que passou no acidente, isso deve acontecer entre sete a dez dias", disse o delegado Luiz Antônio da Cruz, da 65ª DP, responsável pelo caso. O delegado não quis confirmar o nome do operador, que ainda não se apresentou porque está abalado emocionalmente com o acidente.

O futuro depoimento do operador será somado a outros já obtidos pelo delegado nas obras do estádio. Os testemunhos receberão ainda o acréscimo das informações contidas na caixa preta do guindaste. Como acontece nos aviões, a caixa preta consiste em um HD que registra todas as informações operacionais do veículo, no caso o guindaste.

A caixa preta será enviada para a Alemanha, onde fica localizada a fábrica do guindaste. A polícia deve aguardar o resultado desta análise para emitir o laudo da morte dos dois operários.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?