Publicidade

11 de Dezembro de 2013 - 13:35

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil de Curitiba e Região (Sintracon), cerca de 250 trabalhadores da CAP/SA , empresa responsável pelas obras da Arena da Baixada, e de empreiteiras sub-contratadas, estão em greve por conta do atraso no pagamento de salários.

Os funcionários, que representam cerca de 20% dos 1.200 trabalhadores no canteiro, começaram a cruzar os braços na terça-feira. Ainda segundo o Sintracon, os representantes da empresa, em reunião com o sindicato também na terça, afirmaram que não há previsão para o pagamento. Os operários ainda reclamam de desvios de função nas obras.

O Sintracon ameaça paralisar toda a obra da Arena da Baixada e, assim, atrasar ainda mais o já atrasado cronograma do estádio paranaense da Copa do Mundo do ano que vem. "Vamos bloquear os acessos ao estádio e ninguém entra até que o clube pague suas dívidas com os trabalhadores", afirma Domingos Oliveira Davide, presidente do Sintracon, prometendo paralisação para a manhã desta quinta-feira se a situação no for resolvida até lá.

A Arena da Baixada deveria ser entregue à Fifa no final desde mês de dezembro, mas o atraso nas obras adiou esse prazo para o fim de fevereiro do ano que vem. A inauguração oficial está marcada para 26 de março.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?