Publicidade

10 de Dezembro de 2013 - 15:31

Por Julio Cesar Lima - Agencia Estado

Compartilhar
 

Em uma decisão tomada por meio de um termo de ajuste de conduta (TAC) assinado pela diretoria da torcida organizada Os Fanáticos, do Atlético Paranaense e pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR), na manhã desta terça-feira, em Curitiba (PR), os integrantes da facção estão proibidos de frequentar os estádios do País por seis meses.

A punição é consequência da briga contra os torcedores do Vasco no último domingo, na Arena Joinville (SC), pela última rodada do Campeonato Brasileiro, e que resultou na prisão até o momento de três pessoas e ferimentos em quatro.

Caso a torcida se envolva em novo confronto essa punição poderá ser ampliada para até três anos. Com essa determinação, o uso das camisas da organizada, assim como outros objetos que façam menção à torcida pode render uma multa de R$ 20 mil. A torcida deve se pronunciar no final do dia.

A negociação que terminou com a assinatura do TAC teve à frente o promotor de justiça da Promotoria de Defesa do Consumidor de Curitiba, Maximiliano Deliberador, que afirmou que o procedimento adotado foi o mesmo com o qual o MP-RJ agiu em relação à torcida do Vasco, que voltou a participar de confusão na partida passada e deve aumentada a punição dada após à briga a morte de um flamenguista, no primeiro semestre de 2012.

O promotor também pediu a instauração de um inquérito civil para apuração de responsabilidades durante a briga entre os torcedores. Ele explicou que nos casos de reincidências as penas impostas deverão ser cada vez maiores.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?