Publicidade

11 de Março de 2014 - 00:11

Por Rafael Moraes Moura - Agencia Estado

Compartilhar
 

O vice-presidente de Agronegócios e Micro e Pequena Empresas do Banco do Brasil, Osmar Dias (PDT), negou nesta quarta-feira, 05, que tenha sido convidado pela presidente Dilma Rousseff para assumir o Ministério da Agricultura. A audiência de Dias com Dilma, que durou cerca de uma hora, ainda não foi comunicada na agenda oficial da presidente.

"Não foi tratado assunto político, de eleição, nada disso. Nós tratamos assuntos de interesse do País e exatamente a questão da infraestrutura, da agricultura, que é sempre uma prioridade da presidente", desconversou o pedetista.

O nome de Osmar Dias já foi especulado para assumir o Ministério da Agricultura no ano passado. O atual titular da pasta, Antônio Andrade, deixará a pasta para concorrer a um novo mandato na Câmara dos Deputados.

Segundo Dias, Dilma o chamou para uma reunião de trabalho com o objetivo de discutir o andamento do Plano Safra e "assuntos relacionados a obras que o Banco do Brasil vai licitar, como a Casa da Mulher Brasileira, aeroportos regionais e também os armazéns da Conab".

"Olha, eu sou vice-presidente do Banco do Brasil com bastante entusiasmo em exercer essa missão que me foi dada pela presidente Dilma", afirmou Dias. Questionado pela reportagem se o Ministério da Agricultura não seria ainda mais entusiasmante, respondeu: "É, mas tá ocupado. Eu estou muito bem no Banco do Brasil."

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que a Justiça agiu corretamente ao permitir, por habeas-corpus, a soltura dos ativistas presos durante a Copa?