Publicidade

27 de Dezembro de 2013 - 18:06

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

Vice-campeão do Campeonato Brasileiro Sub-20, encerrado no último dia 21, o Palmeiras entrará em campo na Copa São Paulo de Futebol Júnior, no próximo mês, como um natural candidato ao título. O clube, porém, se apressa em aliviar a pressão sobre os garotos, que lutarão por uma taça que o time ainda não tem, apesar da grande tradição que possui em sua história de quase 100 anos.

O Palmeiras admite que seria importante ganhar a Copinha pela primeira vez, mas ressaltou, nesta sexta-feira, por meio de nota em seu site oficial, que o mais importante é seguir focado principalmente na formação de jogadores que poderão render frutos ao time profissional.

"Nosso foco está no processo de formação. Quando todas as categorias do Palmeiras tiverem um elenco forte, uma metodologia de trabalho e uma sequência estaremos preparados para ganhar a Copa São Paulo e todos os torneios que disputarmos. Esse foco no dia-a-dia já nos deu um grande resultado no Brasileiro, e esperamos o mesmo na Copa São Paulo", disse o técnico Diogo Giacomini, técnico da equipe palmeirense que jogará a Copinha e foi vice-campeã nacional.

Após curtir o Natal, a garotada do Palmeiras retomou os treinos visando a competição nesta sexta-feira. A estreia na Copa São Paulo será no dia 4 de janeiro, contra o Fluminense de Feira (BA), às 19 horas, em São Carlos, onde a equipe também enfrentará o Piauí e o próprio São Carlos na primeira fase.

"Fizemos o maior número de jogos possíveis no Brasileiro, e disputar jogos difíceis é muito importante na base, de dar experiência para os atletas. Chegar à final atingiu esse objetivo. Fortalecemos o espírito de grupo, de união, até para entrosar alguns jogadores que chegaram no segundo semestre. Vamos tirar o Brasileiro como grande experiência, não só para a Copa São Paulo, mas para a carreira deles", afirmou Giacomini, para depois destacar a dificuldade que é buscar o título da mais importante competição júnior do Brasil.

"A Copa São Paulo dá visibilidade para a base em São Paulo até porque os clubes profissionais estão em pré-temporada. É um campeonato diferente, com mais de cem clubes, o que torna a primeira fase decisiva, não há margem para perder algum jogo. São cinco jogos de mata-mata e um resultado adverso pode eliminar a equipe. Temos que pensar jogo a jogo, tem de ser assim para nos credenciarmos a sonhar com algo a mais", enfatizou.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da proibição de rodeios em JF, conforme prevê projeto em tramitação na Câmara?