Publicidade

05 de Dezembro de 2013 - 13:07

Por Daniel Batista - Agencia Estado

Compartilhar
 

Depois de o Palmeiras ter encerrado no último sábado a sua participação na Série B do Campeonato Brasileiro, o clube deu início nesta semana às obras de modernização da Academia de Futebol. Um novo departamento médico e de fisiologia serão construídos no CT palmeirense, que ganhará uma série de outras benfeitorias.

O projeto de modernização, que também é fruto de uma parceria com a Ambev, ainda prevê a construção de um prédio onde hoje está situado o ginásio poliesportivo. No prédio, que terá mais de 30 quartos, os jogadores poderão ser hospedados para períodos de concentração, sendo que o local ainda contará com auditório para palestras e preleções, sala de jogos e até um cinema de pequeno porte.

O clube também promete que os novos departamentos médico e fisiológico passarão a contar com equipamentos de últimas geração e nova piscina para trabalhos regenerativos, além de refeitórios no local. As mudanças promovidas nestes departamentos também irão proporcionar uma remodelação dos vestiários atuais, que terão um maior espaço físico.

De acordo com nota publicada no site oficial do Palmeiras nesta quinta-feira, a previsão de entrega dos novos departamentos médico e de fisiologia é para junho do ano que vem, enquanto a inauguração completa das obras deverá ocorrer apenas no início de 2015.

"Como o presidente Paulo Nobre sempre fala, o Palmeiras é o campeão do século XX, mas ainda não entrou no século XXI. Agora, tanto dentro de campo quanto fora, o clube vai entrar. A construção deste complexo, o qual 80% da obras serão bancados pela Ambev, é mais um passo neste sentido. O Palmeiras terá uma estrutura igual ou melhor em relação aos maiores clubes do mundo", disse José Carlos Brunoro, diretor executivo do clube, ao comentar as obras de modernização do CT.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a multa para o consumidor que desperdiçar água, conforme anunciou o Governo de São Paulo?