Publicidade

26 de Dezembro de 2013 - 18:25

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

A diretoria do Palmeiras já não esconde mais o sonho de contar com Ronaldinho Gaúcho como grande presente para a torcida no ano do centenário, em 2014. O diretor executivo do clube, José Carlos Brunoro, admitiu o interesse no meia, que tem contrato com o Atlético-MG se encerrando, mas fez questão de diminuir a expectativa dos palmeirenses ao avaliar a negociação como "difícil".

"O Ronaldinho tem que passar por um grande projeto de imagem, e isso é difícil nesta época do ano: ir a mercado atrás de empresas, coisas do tipo, para consolidar o projeto. É lógico que interessa um jogador como o Ronaldo, mas é um projeto de consistência um pouco mais demorada. Nesta fase do ano, de 26 de dezembro a 1.º de janeiro, é muito difícil. Após isso, se não tiver fechado com ninguém, o Palmeiras pode pensar sim", disse à Rádio Globo.

No que depender da agenda do jogador, então, o Palmeiras deve ao menos iniciar uma sondagem. Isso porque o irmão e empresário de Ronaldinho, Assis, já revelou que o meia só iniciará a conversa para renovar com o Atlético-MG a partir do dia 3, data posterior à apontada por Brunoro para "pensar" no craque.

O dirigente, no entanto, garantiu que ainda não houve qualquer tipo de contato com o jogador ou com o Atlético-MG."Não houve contato até este momento. Para o Palmeiras todo jogador que tem contrato em vigência é difícil. Se está livre, fica mais fácil."

Também foi levantada a possibilidade de criar um projeto semelhante ao de Ronaldo no Corinthians, entre 2009 e 2011, quando o jogador atraia dinheiro suficiente ao clube para bancar seu alto salário. Brunoro, no entanto, mostrou-se cético em relação a este tipo de projeto.

"A gente não corre risco. A gente acha que ele pode se pagar, mas quer sair consolidado disso. Se for para fazer negócio com ele, com qualquer grande jogador, queremos ter a garantia de que o que foi prometido vai ser pago, não fechar primeiro e depois ver o que acontece", comentou.

Então, Brunoro disse o que seria necessário para permitir a contratação de Ronaldinho. "O Palmeiras sonhar com isso passa por um monte de coisa. O Palmeiras nunca fará uma contratação em que ele arque totalmente com um salário desse nível. Então, não vamos correr esse risco. O presidente passa a determinação de que as finanças são importantes para acontecer como esse ano, quando não atrasamos nem um dia os pagamentos."

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a multa para o consumidor que desperdiçar água, conforme anunciou o Governo de São Paulo?