Publicidade

10 de Março de 2014 - 23:00

Por São Paulo - Agencia Estado

Compartilhar
 

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, acusou os líderes da União Europeia de interferirem nos assuntos internos da Ucrânia e de alimentarem os violentos protestos contra o governo do presidente Viktor

"O que a apologia ao crescente número de protestos violentos nas ruas tem a ver com a promoção da democracia?", continuou Lavrov, confrontando o secretário de Estado norte-americano, John Kerry que, mais cedo, na mesma conferência, disse que atualmente a Ucrânia é o local mais importante para a luta pela democracia. Kerry declarou ainda o apoio dos Estados e também da União Europeia aos protestos no país.

A Rússia e o bloco europeu entraram em desacordo sobre a Ucrânia desde novembro do ano passado, quando o presidente do país Yanukovich abandonou um acordo de associação à UE em favor de uma cooperação com o governo de Moscou.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que os resultados do programa "Olho vivo" vão inibir crimes nos locais onde estão as câmeras?