Publicidade

11 de Março de 2014 - 23:23

Por Roberta Pennafort - Agencia Estado

Compartilhar
 

Na concentração da Portela, Paulinho da Viola e Monarco falaram, emocionados, sobre o novo momento da escola, sob nova direção desde maio de 2013.

O compositor Sergio Procópio, que tem o apoio deles e de outras figuras histórias da Azul-e-branca, foi eleito depois de uma década de má gestão, que resultou em dúvidas da ordem de R$ 7 milhões. Agora a Portela quer superar a má fase e brigar pelo título, que não vem há duas décadas.

"Todo ano a gente vem com aquela vontade de fazer o melhor. Pra mim, o que importa é fazer um bom desfile. Estamos num recomeço. Quando a escola se volta para si mesma, constrói algo com mais verdade", disse Paulinho.

"Antes não tinha amor (pela Portela), e sem amor nada vai pra frente. A Portela se encontrou", garantiu Monarco.

Os dois e mais um grupo de baluartes vão desfilar no começo da escola, formando uma segunda comissão de frente.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor de fechamento de pista em trecho da Avenida Rio Branco para ciclovia nos fins de semana?