Publicidade

11 de Março de 2014 - 03:21

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

Corinthians e Palmeiras decidiram se unir na luta contra a violência no futebol e anunciaram nesta quinta-feira que vão realizar uma ação rara. Os dois clubes programaram uma entrevista coletiva conjunta para esta sexta-feira, às 11 horas, no Salão Nobre do Pacaembu, estádio que será palco do clássico do próximo domingo, às 16 horas, pela oitava rodada do Campeonato Paulista.

A coletiva prévia da partida reunirá os presidentes dos dois clubes - Mário Gobbi e Paulo Nobre -, e também os seus treinadores - Mano Menezes e Gilson Kleina. "A ação idealizada em conjunto pelos clubes visa mostrar que a rivalidade entre ambos existe apenas dentro de campo, durante a partida. O objetivo é incentivar a paz nos estádios e o bom relacionamento entre os times", anunciou o Corinthians, em nota oficial.

Além da coletiva, Corinthians e Palmeiras também definiram que os times vão entrar em campo juntos no gramado no próximo domingo. Além disso, os jogadores vão carregar uma faixa, que será exibida ao público presente ao Pacaembu, com os dizeres "Adversário não é inimigo. Rivais só em campo".

O clássico entre Corinthians e Palmeiras deve ter forte esquema de segurança, não só pela rivalidade entre as equipes, mas também pelo momento turbulento que passa o clube do Parque São Jorge. Em 1º de fevereiro, torcedores do time invadiram o CT do clube para protestar, dias após a derrota para o Santos por 5 a 1, em clássico realizado na Vila Belmiro.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você confia nas pesquisas eleitorais?