Publicidade

03 de Dezembro de 2013 - 21:46

Por Marcelle Gutierrez - Agencia Estado

Compartilhar
 

A Petrobras anunciou nesta terça-feira, 3, que a produção de petróleo (óleo, mais líquido de gás natural - LGN) de todos os campos no Brasil atingiu a média de 1,960 milhão de barris por dia (bpd) em outubro, volume praticamente estável na comparação com o mesmo nível de setembro (1,979 milhão bpd). Ao incluir o volume operado para as empresas parceiras, a produção chegou a 2,19 milhão de bpd, 1,2% menor do que em setembro.

A empresa informou, no comunicado divulgado nesta terça-feira, que a variação da produção em outubro decorreu, principalmente, da paralisação temporária de dois compressores: um no FPSO Cidade de Angra dos Reis, no campo de Lula, na Bacia de Santos, e outro no FPSO Cidade de Itajaí, no campo de Baúna, na mesma bacia. Os FPSO's já voltaram à operação normal.

Somente do pré-sal, a petroleira divulgou que o volume acumulado de petróleo e gás extraído alcançou, desde o início da produção em 2008, 250 milhões de barris de óleo equivalente. "Esse volume é maior do que toda a produção acumulada do campo de Garoupa, primeira descoberta da Petrobras na Bacia de Campos, em 1974, que produz até hoje. Por dia, são produzidos cerca de 330 mil barris de óleo equivalente no pré-sal", informou a Petrobras.

No que se refere à produção de gás natural, em outubro, o volume atingido foi de 56,581 milhões de metros cúbicos/dia, redução de 8,4% ante setembro. Com a parcela para as empresas associadas, o volume chegou a 63,400 milhões de metros cúbicos/dia, redução de 8,4% na comparação com a produção de setembro deste ano. "Foi consequência da parada programada da plataforma de Mexilhão, instalada na Bacia de Santos, durante todo o mês de outubro e que já voltou à operação normal em novembro", destacou a Petrobras.

Na comparação com setembro, a produção total no Brasil (petróleo e gás natural) foi de 2,315 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boe/d), queda de 2,2%. Com empresas parceiras, o volume foi de 2,418 milhões boed/d, 2,4% abaixo do obtido em setembro.

No exterior, a extração total de petróleo e gás natural, em outubro, foi de 199.760 boe/d, correspondendo a uma redução de 4,7% em relação aos 209.506 boe/d produzidos no mês anterior, "devido a ajuste na contabilização da produção de petróleo do campo de Akpo, na Nigéria, e ao farm out (operação de venda de participação) do campo de Coulomb, nos EUA", detalhou a empresa, no comunicado.

A produção de gás natural, no exterior, chegou a 15,439 milhões de metros cúbicos/dia, 1,7% abaixo do volume em setembro; e a de petróleo, a 108.888 barris diários, 7% menor na comparação com o mês anterior.

A Petrobras informou ainda que à ANP, a produção total informada foi de 9,395 milhões 483,25 metros cúbicos de óleo e 2,76 bilhões 266 mil 670 metros cúbicos de gás em outubro de 2013. "Esta produção corresponde à produção total das concessões em que a Petrobras atua como operadora. Não estão incluídos os volumes do petróleo extraído do xisto, líquido de gás natural e produção de parceiros onde a Petrobras não é operadora".

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você participa das celebrações da Semana Santa?