Publicidade

17 de Dezembro de 2013 - 18:58

Por Marcelo Portela - Agencia Estado

Compartilhar
 

A Polícia Federal (PF) em Minas desencadeou nesta terça-feira, 17, operação para combater fraudes que teriam causado prejuízo de mais de R$ 30 milhões na prefeitura de Três Corações, no sul do Estado. De acordo com a PF, os desvios de verbas ocorreram em mais de cem contratos em diversas áreas na administração anterior. Entre os presos e conduzidos para prestar depoimentos estão 12 ex-secretários municipais e o ex-vice-prefeito Sérgio Auad (DEM). O ex-prefeito Fausto Mesquita Ximenes, o Faustinho (PSDB), teve a prisão decretada, mas estava foragido até a tarde desta terça-feira.

A corporação desencadeou a Operação Metástase 57 - alusão à "proliferação da corrupção endêmica que tomou conta da administração municipal" - por causa de compras de medicamentos com preços superfaturados, fraudes em licitações para aquisição de merenda escolar e uma série de outras irregularidades em contratos de doze diferentes áreas como limpeza urbana, transporte e obras públicas, incluindo a reforma da "Casa Pelé" - Três Corações é a cidade natal do ex-jogador.

Segundo a PF, ao todo foram cumpridos 37 mandados de prisão, 20 de condução coercitiva e 75 de busca e apreensão. Além de Três Corações, as buscas foram realizadas também em Lavras e Varginha, também no sul de Minas, Brasília (DF) e Belo Horizonte. A maior parte das fraudes envolveu contratos em que foram investidos recursos da União e do município. As investigações tiveram início em 2012 e a operação mobilizou 350 agentes da PF e 27 auditores da Receita Federal. O Estado não conseguiu localizar algum advogado de Faustinho ou de Sérgio Auad.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com o TJ, que definiu que táxi não pode ser repassado como herança?