Publicidade

20 de Dezembro de 2013 - 15:46

Por Stefânia Akel, com informações da Dow Jones Newswires - Agencia Estado

Compartilhar
 

A economia dos EUA teve expansão mais rápida do que inicialmente estimado no terceiro trimestre deste ano, de acordo com a terceira estimativa do Produto Interno Bruto (PIB) norte-americano, divulgada nesta sexta-feira pelo Departamento do Comércio. O PIB do país cresceu a uma taxa anual de 4,1% entre julho e setembro, mais do que a alta de 3,6% prevista por analistas consultados pela Dow Jones Newswires, e registrando o maior avanço desde o quarto trimestre de 2011.

Na primeira leitura, o PIB dos EUA havia indicado avanço de 2,8% e, na segunda leitura, o avanço foi de 3,6%. Analistas previam, portanto, que a segunda leitura se confirmasse, o que não ocorreu. O resultado se segue à expansão de 2,5% registrada no segundo trimestre e aumenta a expectativa por um crescimento mais forte em 2014.

O avanço do PIB se deveu a uma revisão para cima nos gastos dos consumidores, que subiram 2% no terceiro trimestre, em vez da estimativa anterior de 1,4%. As famílias gastaram mais com itens como refrigeradores, gasolina e serviços, incluindo saúde. Desta vez, portanto, não foram os estoques das empresas que impulsionaram a alta do PIB - o que foi uma preocupação do mercado nas leituras anteriores.

O crescimento das exportações também foi revisado para cima, com alta de 3,9%, em vez do ganho anterior de 3,7%.

Os gastos dos governos estatuais e municipais subiram 1,7% no trimestre, o maior ganho desde 2009.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com o TJ, que definiu que táxi não pode ser repassado como herança?