Publicidade

14 de Janeiro de 2014 - 18:35

Por Ricardo Brandt - Agencia Estado

Compartilhar
 

A Polícia Civil divulgou nesta terça-feira, 14, imagens do assassinato do policial Aride Luis dos Santos, de 44 anos, horas antes das mortes em série de 12 homens entre a noite deste domingo, 12, e a madrugada de hoje em Campinas, no interior de São Paulo. "A polícia divulgou as imagens do latrocínio do policial para pedir à população que, pelo disque-denúncia, aponte os responsáveis pelo crime. Pelo perfil das pessoas, quem as conhece poderá identificar", afirmou o secretário estadual de Segurança Pública, Fernando Grella Vieira.

Em Campinas, Grella afirmou que 15 pessoas serão ouvidas entre esta terça e quarta-feria, 15, pela força-tarefa de policiais destacada para investigar o caso e defendeu a atuação da PM no Estado, apesar de não descartar o envolvimento de policiais nas chacinas.

A Polícia Civil tem como principal suspeita o envolvimento de policiais militares nos assassinatos, como represália à morte do colega no posto de combustível. Testemunhas da maioria dos crimes relataram ter visto os assassinos com toca-ninja, sobretudo escuro e coturno.

"Nenhuma hipótese está descartada. A Polícia Militar tem (PM) relevantes serviços prestados à comunidade e cerca de 90 mil homens. Portanto, uma instituição com esse tamanho, pode sim, eventualmente, ter pessoas que tenham desvios", afirmou o secretário estadual de Segurança Pública de São Paulo. "Por ora, é muito cedo para afirmar algo. A polícia não vai descansar enquanto esse caso não for esclarecido, é compromisso de governo."

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da adoção de medidas, como tarifas diferenciadas e descontos, para estimular a redução do consumo de água?