Publicidade

03 de Dezembro de 2013 - 07:48

Por Caio do Valle - Agencia Estado

Compartilhar
 

A exemplo do que ocorre em outras vias de São Paulo, os abrigos de ônibus da Avenida Paulista começam a ser trocados. O passageiro encontrará estruturas mais modernas, hi-tech, com iluminação noturna e até telas sensíveis ao toque, mas terá de conviver com diversos painéis publicitários. As duas primeiras paradas reformadas - uma na frente do Parque Trianon, outra diante do Hospital Santa Catarina - serão entregues antes do Natal, segundo a São Paulo Obras (SPObras).

Até o fim de fevereiro, todos os 14 pontos da avenida serão renovados, de acordo com a empresa da Prefeitura de São Paulo responsável por gerenciar o contrato com a concessionária Otima, que monta e mantém os abrigos, podendo explorá-los comercialmente. O modelo adotado na Paulista, porém, é diferente da maioria dos pontos da capital.

Batizado de "minimalista com ginga" tem, além de bancos, apoio para os braços. Nele, os passageiros também poderão usar telas touchscreen - cuja função não foi revelada pela empresa. A tecnologia será instalada "nos próximos meses, após definição de alguns detalhes do serviço", anunciou a Ótima.

A concessionária e a SPObras asseguram que o teto de vidro das estruturas protegerá os passageiros do sol forte. Esse foi o principal alvo de queixas nos primeiros abrigos alterados, que começaram a ser instalados no primeiro semestre. Inicialmente, vinham com uma cobertura transparente, que permitia que a luz entrasse direto no ponto. Depois, a dificuldade foi corrigida com uma camada fosca.

No croqui divulgado para o abrigo do Parque Trianon, contam-se oito espaços dedicados para a publicidade. É que, como os pontos da Paulista, geralmente, possuem mais do que uma cobertura, multiplicam-se as oportunidades de exploração comercial do espaço. Hoje, cada abrigo isolado tem direito a duas propagandas. Até agora, 1.219 abrigos já foram trocados na capital paulista, de um total de 6,5 mil. A meta da concessionária é substituir todos até 2015. Antes do fim da concessão de 25 anos, a empresa também terá de instalar mais mil abrigos e 2,3 mil totens na capital.

Por dois meses, os usuários de alguns pontos de ônibus da zona sul terão internet sem-fio gratuita à disposição. Por enquanto, estão em três abrigos novos. Um deles fica na Avenida Ibirapuera, na frente do Hospital do Servidor. Os outros estão na esquina das Avenidas Juscelino Kubitschek e Faria Lima e na Doutor Chucri Zaidan, na frente do número 860. Trata-se de uma campanha publicitária da Mozilla Firefox e da Vivo. As informações são do jornal

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você tem percebido impacto positivo das operações policiais nas ruas da cidade?