Publicidade

20 de Janeiro de 2014 - 19:34

Por Elder Ogliari - Agencia Estado

Compartilhar
 

A prefeitura de Porto Alegre demitiu cinco servidores suspeitos de envolvimento com irregularidades em processos de licenciamento de obras, nesta segunda-feira, 20. Ao mesmo tempo, e pelo mesmo caso, o Ministério Público do Rio Grande do Sul denunciou 20 pessoas por corrupção ativa e passiva à Justiça. A investigação inicial foi feita pela Procuradoria-Geral do Município, que, em janeiro de 2013, encaminhou informações sobre corrupção nas secretarias de Obras Públicas e Viação (Smov) e Urbanismo (Smurb) ao Ministério Público.

As apurações, tanto de sindicâncias internas, quanto da Promotoria de Justiça Especializada Criminal, indicaram que os funcionários municipais envolvidos com o esquema recebiam propinas de R$ 35 a R$ 2 mil para localizar processos ou agilizar o andamento para as etapas seguintes do licenciamento. Os valores eram pagos por arquitetos, engenheiros e empresários, que estão entre os denunciados pelo Ministério Público. O nome dos envolvidos não foi divulgado.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o subsídio do Governo vai alavancar a aviação regional?