Publicidade

25 de Dezembro de 2013 - 20:46

Por - Agencia Estado

Compartilhar
 

O primeiro-ministro da Turquia, Recep Erdogan, anunciou uma grande troca em seu gabinete, substituindo quase metade de seus principais ministros, após três deles renunciarem ao cargo em meio a um escândalo de corrupção que tem abalado o governo.

O premiê nomeou dez novos membros do gabinete, substituindo os ministros da Economia, Zafer Caglayan, do Interior, Muammer Guler, e do Meio Ambiente e Planejamento, Erdogan Bayraktar, que entregaram suas cartas de renúncia nesta manhã.

Erdogan também substitui os responsáveis pelas pastas de Assuntos da União Europeia , da Justiça, dos Transportes, da Indústria, da Família, e dos Esportes, além do primeiro-ministro adjunto do país. A decisão foi anunciada após uma reunião a portas fechadas com o presidente turco, Abdullah Gul.

As renúncias e demissões ocorrem sob o escândalo de corrupção que eclodiu na semana passada, quando a polícia encontrou US$ 4,5 milhões escondidos em caixas de sapato na casa do executivo-chefe do banco estatal Halk Bank, Suleyman Aslan. Os filhos dos três ministros que renunciaram e outros indiciados são suspeitos de aceitarem ou facilitarem propinas. Eles foram presos e agora aguardam julgamento.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a multa para o consumidor que desperdiçar água, conforme anunciou o Governo de São Paulo?