Publicidade

19 de Janeiro de 2014 - 19:58

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

O líder da oposição na Ucrânia Vitali Klitschko se reuniu com o presidente Viktor Yanukovych e disse que ele prometeu criar uma comissão para resolver a crise política, após um violento confronto entre manifestantes e policiais em Kiev, neste domingo. Outro líder da oposição, Arseniy Yatsenyuk, afirmou que o presidente ucraniano o havia chamado para oferecer negociações.

Os protestos contra o governo em Kiev se transformaram em violentas batalhas de rua com a polícia, à medida que milhares de manifestantes lançaram pedras e bombas contra os veículos policiais. Dezenas de oficiais da polícia e manifestantes ficaram feridos nos confrontos. Klitschko tentou persuadir os manifestantes a interromperem os confrontos violentos, mas fracassou e recebeu uma borrifada de um extintor de incêndio no processo.

Os policiais responderam com granadas de efeito moral, gás lacrimogêneo e canhões de água, mas estavam em número menor que os manifestantes. Muitos oficiais da tropa de choque colocaram seus escudos sobre a cabeça para se proteger dos projéteis lançados pelos manifestantes.

A Embaixada dos EUA pediu hoje o fim da violência. "Nós pedimos calma e que todos os lados interrompam qualquer ato de provocação, ou que resultem em violência", afirmou o órgão em um comunicado. Fonte: Associated Press.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você aprovou a seleção convocada por Dunga?