Publicidade

27 de Dezembro de 2013 - 14:10

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

O presidente da Portuguesa, Manuel da Lupa, lamentou a decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) que confirmou o rebaixamento do time paulista, nesta sexta-feira, e prometeu ir "até o final" para tentar evitar a queda à Série B do Campeonato Brasileiro.

"Rebaixada a Portuguesa ainda não está, né. A gente respeita a decisão. Mas não concorda com ela. Existe um inquérito aberto no Ministério Público. Vai ouvir todo mundo e analisar se a decisão feriu ou não o Estatuto do Torcedor. Se feriu, nós vamos até o final", declarou o dirigente, em entrevista à Sportv.

"Vamos correr atrás dos direitos da Portuguesa. Futebol se ganha dentro do campo. Agora estão tentando arrumar um jeito de devolver o Fluminense para a Série A. Não é justo que uma caneta coloque a Lusa na Série B", criticou Da Lupa. "Todo mundo do Fluminense chorou no fim do campeonato, agora estão todos comemorando. Eles não têm esse mérito (para disputar a Série A)".

O presidente confirmou a intenção de o clube entrar na Justiça comum. "Vai ter outro julgamento dentro da Justiça comum", afirmou. No entanto, ele deixou em aberto como será esse procedimento, porque deixará o cargo no fim deste mês. Em janeiro, Da Lupa será substituído por Ilídio Lico. "Não sei se o novo presidente tem essa mesma posição", ponderou.

Da Lupa admitiu que um processo na Justiça comum deve atrasar a preparação do time para a próxima temporada. A queda para a Série B vai reduzir o montante que o clube vai receber da CBF, o que vai afetar a contratação de jogadores para 2014. "Não sabemos o que vai acontecer. A rede de televisão não acerta com a gente, porque não temos uma posição. Até com isso tivemos problema."

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você pretende substituir o ovo de Páscoa por outros produtos em função do preço?