Publicidade

18 de Dezembro de 2013 - 16:58

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

O Fluminense divulgou na tarde desta quarta-feira uma nota oficial, assinada pelo presidente Peter Siemsen, para repudiar atos de violência contra torcedores do clube nas ruas. Por meio de redes sociais, seguidores do time relataram até tentativas de agressões físicas, enquanto outros reclamaram do fato de terem sido hostilizados depois da decisão tomada pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), que puniu a Portuguesa com a perda de quatro pontos e assim acabou rebaixando o time paulista, salvando a equipe carioca da queda à Série B do Campeonato Brasileiro.

"Em repúdio à violência física e moral que os tricolores estão sofrendo devido a uma tentativa de parte da imprensa e da opinião pública em associar o Fluminense ao erro da Portuguesa (admitido publicamente pelo próprio clube paulista) e do Flamengo, que escalaram jogadores irregulares na última rodada do Campeonato Brasileiro 2013, o Tricolor pede sensatez e reitera que não tem nenhuma ligação com a denúncia feita ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva", afirmou Siemsen no início de sua nota oficial.

O dirigente se referiu ao fato de que a Lusa foi punida por escalar o meia Héverton, que tinha um jogo de suspensão a cumprir, na rodada final do Brasileirão, enquanto o mesmo ocorreu com o Flamengo por ter colocado o lateral André Santos, também em situação irregular, em seu último jogo nesta edição da competição nacional.

"Parte das pessoas ligadas ao futebol está tentando associar o erro cometido pelas duas agremiações com o Fluminense, algo inaceitável, ainda mais em um momento em que o Brasil se movimenta para abolir a violência do futebol", completou o presidente do clube das Laranjeiras, para em seguida exaltar a história do time carioca e voltar a defender a decisão tomada pelo STJD.

"O Fluminense Football Club construiu um grande legado para o futebol brasileiro, ajudou a erguer o esporte no país, fundou a seleção brasileira e tem uma enorme história no cenário nacional. Colocar o Fluminense como culpado nessa situação é querer ignorar os erros cometidos pela Portuguesa e pelo Flamengo. Reiteramos que o futebol brasileiro precisa ser cada vez mais forte para que evolua internacionalmente. Não cumprir regras é criar insegurança para a competição", encerrou Siemsen.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a multa para o consumidor que desperdiçar água, conforme anunciou o Governo de São Paulo?