Publicidade

11 de Dezembro de 2013 - 07:55

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

O primeiro-ministro da Itália, Enrico Letta, pediu hoje por um novo voto de confiança no Parlamento para um pacote de reformas com novas emendas, incluindo uma nova lei eleitoral e mudanças econômicas e institucionais, com o objetivo de garantir à Itália um governo estável e retirar o país da mais longa recessão em décadas.

Ao discursar para a Câmara dos Deputados, Letta disse que há condições para estabelecer um novo pacto governamental para 2014 e acelerar o ritmo das reformas graças a uma nova maioria do governo, que é menor mas mais coesa.

O primeiro-ministro disse que o governo da Itália estabeleceu como meta um crescimento econômico de 1% em 2014 e de 2% em 2015.

O voto de confiança vem depois do partido de centro-direita do ex-premiê Silvio Berlusconi retirar o apoio ao governo no mês passado, quando Berlusconi foi expulso do Senado por causa da condenação por fraude tributária. Agora, Letta depende do apoio do Partido Democrático, de centro-esquerda, para aprovar a moção no Parlamento.

O novo líder do Partido Democrático, Matteo Renzi, prometeu apoio ao governo de Letta para seguir adiante com as reformas. Algumas das principais prioridades na agenda de Renzi foram incluídas no pacote de reformas proposto por Letta para 2014. Fonte: Dow Jones Newswires.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com o TJ, que definiu que táxi não pode ser repassado como herança?